quarta-feira, 31 de outubro de 2012

MENTEM OS LIVRECOS DE AUTO-AJUDA

SOFISMA  FALACIOSO

         Quem não sente variações no humor ?
     Hoje estou deprimido, amanhã ansioso, depois de amanhã alegre, ontem estava triste.
Obviamente variações no humor não são tão rápidas, mas, exacerbando para exemplificar, é isso que acontece ao longo de nossa vida.
      Não seria normal se uma pessoa permanecesse em um só estado de espírito por um longo tempo.
        Nós reagimos ao que nos ocorre em volta.
       Um estado de constante temperamento íntimo caracteriza um estado patológico. Seja este qual for.
        Obviamente fazemos o uso de nossa “persona” para não deixar que transpareça socialmente estas situações anímicas. Estou triste e sorrio; fico chateado, mas me recolho a alguma ironia; frusto-me, mas recorro a resignação; desesperanço, mas busco forças na fé; estou com preguiça, mas removo-a por alguma motivação; nada parece dar certo, contudo aguardo mudanças e ou mudo meus métodos. Mesmo o sentimento de perca insuperável a pessoa normal avalia os fatos e consola-se.
        Se diferente for, desista e procure auxilio em algum recurso médico. Busque a Química. A permanência de uma índole constante, seja ela qual for, é patológica. 

IMAGEM  DE  FELICIDADE

    A tentativa permanente entre as pessoas, é que pregue um sorriso no rosto, busque seu melhor ânimo e, de cara “feliz” e “animada”, enfrente o mundo em um ânimo extremamente contundente.
        Este padrão é uma deslavada mentira.
      Posso, por algumas horas, um dia, dois talvez, ou mesmo um mês, fazer valer esta “persona”, mas ela vai causar-me estragos. Não somos atores a representarmos uma peça constante pela vida toda. Isso é mentira. E quem a isso se obriga está mais é louco. Se não sou o que sou, também não sou o que de mim julgam permanentemente.       
      Livros há de auto-ajuda, que pregam esta falácia de permanecer neste estados de representação constante, são mentirosos.  
      Mentem. Não sabem nada.
      Antes de qualquer coisa é preciso respeitar-nos. É preciso ouvir-nos. É preciso resignarmo-nos ao que somos. É necessário aceitarmo-nos. É preciso compreendermo-nos um pouco. É preciso renunciarmos ao que não podemos ter. É preciso chorar, sorrir, sentir nossas tristezas e ver o quê nos convêm e, assim, adaptarmo-nos “dawinianamente” ao que nos cerca. Impossível ao contrário, ou seja, adaptar o meio a nós.
        Partindo desta ideia, iniciando por ela,  é possível viver neste mundo de alguma forma mais ou menos feliz.  
        J. R. M. Garcia.  






segunda-feira, 29 de outubro de 2012

NOSSA SOCIEDADE ESTÁ CONDENADA ?

Ayn  Rand  

      Ayn Rand nasceu no dia 2 de Fevereiro de 1905 em São Petersburgo. Antes dos seus doze anos, Ayn Rand já havia escrito várias histórias.Vivia ela com essas idéias quando eclodiu a Revolução Russa de 1917, pegando-a com doze anos.
        Rand começou a perceber ali que o direito do indivíduo à sua própria vida, e aos frutos do seu trabalho (propriedade), é um direito inalienável, que nenhum outro indivíduo, grupo, coletivo, classe ou estado pode violar.
       Documentário sobre sua vida, de Longa Duração, indicado para o Oscar de 1998, direção de Michael Paxton, estrelando Sharon Glass, com o título Ayn Rand: A Sense of Life.

Frase  desta  filosofa   russa - americana  Ayn  Rand  ( judia ,  fugitiva  da  revolução  russa,
que  chegou  aos  Estados  Unidos  na  metade da  década  de  1920 ) ,
mostrando  uma  visão  com  conhecimento  de  causa :

" Quando  você  perceber  que ,  para  produzir ,  precisa  obter  a  autorização  de  quem  não  produz  nada ;

  quando  comprovar  que  o  dinheiro  flui  para  quem  negocia  não  com  bens ,  mas  com  favores ;

  quando  ver  que  muitos  ficam  ricos  pelo  suborno  e  por  influência ,  mais  que  pelo  trabalho ,

  e  que  as  leis  não  nos  protegem  deles ,  mas ,  pelo  contrário ,  são  eles  que  estão  protegidos  de  você ;

  quando  sentir  que   a  corrupção é  recompensada ,  e  a  honestidade  se  converte  em  auto  sacrifício ;

  então  poderá  afirmar ,  sem  temor  de  errar ,  que  sua  Sociedade  está  condenada " .

J. R. M. Garcia




sexta-feira, 26 de outubro de 2012

ACIDENTE COM UM PETISTA


Não posso simplesmente aqui narrar uma piada realmente de salão, fina, capaz de fazer sorrir, mesmo  àqueles que adoram o Partido, sem narrar seu nome e sua foto. Não seria justo. Afinal, quem me deu a conhecer o sucinto conto, foi Marta. 

Um cidadão entra numa Delegacia em Brasília e diz ao delegado 


- Vim entregar-me, cometi um crime e, desde então, não consigo viver em paz.

-Fique calmo... O que o senhor fez!?

- Atropelei um petista na estrada.

- Ora meu amigo, como o senhor pode se culpar se esses petistas atravessam as ruas e as estradas a todo o momento?

- Mas ele estava no acostamento!

- Sinal que iria atravessar! Se não fosse o senhor, seria outro qualquer.

- Mas não tive coragem de avisar a família dele!

- Meu amigo, se o senhor tivesse avisado haveria manifestação de repúdio, passeatas com apoio da CUT, MST,pancadaria,morreria muito mais gente. Então o senhor fez muito bem, portou-se como um pacifista.

- Mas doutor,enterrei o pobre homem ali mesmo,na beira da estrada!

- O senhor realmente me parece uma pessoa de bem. Enterrar um petista é postura de benfeitor. Outro qualquer o abandonaria ali mesmo para ser comido por urubus.

- Mas enquanto eu o enterrava, ele gritava: -Estou vivo, estou vivo!

- Tudo mentira, esses petistas mentem muito...
x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x
 J. R. M. Garcia







quinta-feira, 25 de outubro de 2012

A VIDA E A CONSCIÊNCIA

A VIDA E A MENTE

            Iniciei várias vezes esta crônica.
        Não consegui.
      Como se pode, em um Blog não especializado, conceituar temas como o quê é a vida e a mente, sem jogar todo leitor no enfado, no não entendimento de campos infinitamente distante e abrangentes ?


Capra Baltimore - Bourdieu - B. Alan - Brian Halwei

           Teria de escrever laudas e laudas aqui sobre Fritjof Capra (Ph.D., físico e teórico de sistemas, autor de  seminários de gestão para executivos de topo.); como Pierre Bourdieu (sociólogo francês detectou mecanismos de conservação e reprodução em todas as áreas da atividade humana, entre elas o sistema educacional); David Baltimore, americano biólogo , administrador de universidade , ganhador do Prêmio Nobel em Fisiologia e Medicina; B. Alan Bourdieu, Ph.D., um dos mais prolíficos escritores e tradutores do budismo tibetano no Ocidente,   inovando a integração de práticas contemplativas budistas com a ciência ocidental; Brian Halweil, membro sênior do Worldwatch Institute, abrangendo questões de alimentos e agricultura e, atualmente, co-diretor do Planeta Nutritivo ( www.NourishingthePlanet.org ).
Mas como, também, proceder sem estas dissertações ?
De forma grosseira, primeva, tentarei, sem dissertar sobre estes gênios, comparar assim a vida e a mente.
Vida é uma “coisa” (célula capaz de se auto nutrir e reproduzir ) e “mente” é um mero processo do qual esta “coisa” é
Um tosco exemplo. 
O avião, parado em um aeroporto é um objeto e, quando em voo, é um processo.
Mas há, aqui, uma enorme diferença fundamental, que jamais poderá ser experimentada, senão como um exemplo: jamais a vida e mente poderão separar-se. Ambas existem e somente existem juntas.
A vida é um ser, sendo.
Não sendo a vida deixa de existir.
E como tal  -já aqui fora do tema-  a vida em todo planeta é um todo sistêmico e indivisível. Desde os liquens (formas mais simples e antigas de vida) até o mais complexo cérebro do ser humano, são sistêmicos.
Bem !
Mas isso já é outra História. 
J. R. M. Garcia. 




quarta-feira, 24 de outubro de 2012

BREVE HISTÓRIA DA VALSA -(BLOG MUSICADO)-

VALSA

         De hoje em diante este Blog será musicado, especialmente com valsas.
      E, por falar nisso, uma breve história da valsa que, com quase toda certeza, todos vocês conhecem.
        A valsa não surgiu assim como se alguém batesse palmas e ela aparecesse milagrosamente do nada.
        Ela surgiu entre as classes populares e por sinal bastante mal vista. Ela surgiu na Áustria e na Alemanha, no inicio do século XIX, inspirada em danças como o minueto.
        É interessante notar que ela surgiu antes como dança e só então alguns músicos populares, sem a devida compreensão foram evoluindo-a para compasso ternário, ou seja, tem três tempos, sendo o primeiro tempo forte e os demais fracos.
        A princípio, a valsa era vista como vulgar, e até imoral, pelas classes sociais mais altas, e pela aristocracia. Em alguns países europeus (na corte alemã e partes da Inglaterra) a valsa foi proibida, tamanho era o preconceito. Nas camadas populares, a dança ganhava cada vez mais adeptos.
Imagino que pela primeira vez os pares abraçavam-se ao longo da dança, enquanto que os outros como a polca e o minueto, eram dançados à distância jamais encostando os corpos.
Coube ao múico Sigismund Neukomm, introduzir a valsa entre a nata da sociedade europeia, o que garantiu, a partir Congresso de Viena de então, a presença desse tipo de dança nos palácios e cortes em todo o mundo. Surgiram então algumas diferenças entre a valsa original, a vienense, e outras que nela se originaram, como a valsa inglesa.
A valsa é encontrada no repertório de alguns compositores brasileiros, como Villa Lobos, Carlos Gomes, Ernesto Nazaré, Chiquinha Gonzaga, entre outros.

TANGO

O tango muitas vezes usa os passos da valsa não imitando-a, mas em uma espécie de paródia dramática, se aqui pode se usar este termo. Embora seja originário da Argentina , o tango nasce no final do século XIX de uma mistura de vários ritmos provenientes dos subúrbios de Buenos Aires. E dentre eles a valsa também o inspira, exatamente em seu compasso ternário, o qual não abandonou.
J. R. M. Garcia.  

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

OS QUADRILHEIROS E SEU CHEFE

OS QUADRILHEIROS

     A notícia é de Jorge Serrão. Entre outras coisas é Jornalista e Professor de Comunicação - Universidade Anhanguera - 45 anos, Jornalista, Radialista e Publicitário, tem 28 anos de profissão.
       Pouco, ou quase nada devo acrescentar á notícia que ele abaixo relata diretamente dos bastidores de Brasília. Cortei tópicos que vão além deste Blog.
       Leiam por favor:

O ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem tudo para enfrentar problemas sérios no desdobramento judicial do Mensalão. Confirmada a condenação de seu ex-chefe da Casa Civil por corrupção ativa, será impossível sustentar a tese de que José Dirceu agia sozinho na operação de “compra” de partidos base aliada, sem que seu superior hierárquico “soubesse de nada”. Sob a presidência de Joaquim Barbosa no STF, a partir de 18 de novembro, o mito Lula deverá enfrentar o rigor da Justiçacom o agravante de que agora não ter mais foro privilegiado para se blindar.
Os votos de alguns ministros do STF, condenando Dirceu ontem, já deram uma pista de um nome que será investigado no desdobramento da Ação Penal 470.
Embora Lula tenha pregado ontem a candidatos petistas que disputam o segundo turno eleitoral que “é preciso manter a cabeça erguida”, após a condenação de Dirceu, Lula sabe que é a sua própria cabeça que ficará a prêmio daqui por diante. O sinal de alerta foi ligado com a reportagem de setembro da revista Veja, na qual o empresário Marcos Valério, operador do esquema, apontou Lula como o chefe do mensalão. Portador de gravações-dossiês para serem usadas conforme a conveniência, Valério também revelou que o PT usou R$ 350 milhões no esquema.
Investindo nesse mesmo Processo Investigatório 2.474, Joaquim Barbosa já autorizou a abertura de um inquérito para investigar repasses feitos pelo esquema com o BMG para pessoas ligadas ao ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, e a outros políticos petistas. 
Como o Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, já avisou que pretende destravar outras frentes de investigação sobre o escândalo, logo após o veredicto no STF, o Mensalão e seus desdobramentos assombrarão Lula e a petralhada agora e muito além da atual campanha municipal.
MINISTRO JOAQUIM BARBOSA
       O mais correto, agora, seria que eliminassem Joaquim Barbosa, como o fizeram a Celso Daniel e Toninho, Prefeito de Campinas. São estes os métodos dos contraventores José Dirceu, Delúbio e Genoino. Enfim os petrálias de Lula.  

      Dá-se que Barbosa está, contra a vontade da Presidenta e a dele mesmo, sobre a proteção direta da ABIN (Agência Brasileira de Inteligência)  Secretaria de Coordenação e Acompanhamento de Assuntos Militares – SCAAM.

      Ou será que tudo vira pizza ?

      Só Deus sabe.

      Tenham uma boa terça feira.

      J. R. M. Garcia.

 

 





AGRADECIMENTO DE CORAÇÃO A VOCÊS


         Em uma segunda feira, 18 de junho deste ano, iniciei este Blog de forma muito simples. Nada entendia -como aliás ainda pouco entendo- sob a orientação de uma excelente professora, Dna.Lia. Assim, foram minhas únicas e primeiras palavras ditas no Blog. E a foto é a que ilustra esta. 
Fácil. 
Difícil.
 
É voltar ao passado,
 
ver o presente e, no entretanto, tentar divisar o futuro. 
Essa a saga humana. 
Sempre.
Somos um constante caminhar
de passado, presente e futuro.
Enfim, nada do que somos na verdade somos.
Um constante ir do nada para o nada
O viandante 

      Foi esta a crônica pequenina, com duas fotos apenas, a qual uma uso-a aqui para ilustrar esta.
          Na ocasião assinava ainda como “O Peregrino”.
       Agora, passado muitos meses, depois de muitas aulas diárias sobre informática não estou mais sábio (infinitos são os meandros desta nova ciência), mas já com mais de 6.500 visitações, 206 crônicas ecléticas publicadas e, meses e meses de difíceis pesquisas e meditações, recebo do Googol uma gratificante recomendação: este site é classificado como bom(baseado em muitos votos)”.
       Alegra-me. Não que mereça, mas vejo uma recomendação.
     Todo este esforço devo a vocês, queridos visitantes desta página.
       Perguntam-me: “O que pretendo com isso ?”
    Nâo sei. Apenas sempre procurei fazer com seriedade todas tarefas, mas nem sempre consegui. Esta é mais uma delas.
      Penso que quarta feira próxima ajustarei as configurações deste Blog segundo as recomendações do Googol. Será uma melhora para os frequentadores do mesmo.
       Assim, já temos agora uma pequena história e é esta que lhes conto, pois foram vocês que estimularam-me a chegar até aqui.
       De ora em diante procurarei buscar mais entrevistas para faze-las com os senhores e tentarei estimulá-los a publicarem nele matérias de sua autoria. Essa interação será uma material de interesse publico geral, com visões de vários ângulos, sob vários aspectos em um largo em amplo campo de interesses.  
       Um abraço.
       J. R. M. Garcia. 



sábado, 20 de outubro de 2012

= E AGORA PRESIDENTA ? ! =

MORADOR DA MOOCA

Pronto ! E agora ?
     Saiu o manifesto dos “italianos da Mooca” já com o decreto delineado para que a Presidenta envie-o ao Legislativo.
       Inicia assim o dito manifesto: Como minoria segregada no Brasil, nós, Italianos da Mooca, solicitamos providências do governo federal para sermos igualados aos  afrodescendentes, no que tange aos direitos dos cidadãos. Para tanto, pacificamente reivindicamos seja aprovada Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que contemple os seguintes pontos:
       É isso aí !
       O manifesto delineia com magistral redação os artigos da PEC, em termos vazados com expressa clareza: Fica proibido o uso de expressões de cunho pejorativo associadas aos descendentes de italianos . Ex: "Coisa de italiano!", "Italiano carcamano", "Só podia ser italiano" , “Tinha que ser da Mooca”, “italiano cara de macarrão", " comedor de pizza", “mooquense da bota”, etc.”
            A Presidenta terá problemas.
     Com esta ideia absurda de cotas sociais para os concursos públicos, além de inconscientemente considerar-se racista, já que estima como menos eficientes as pessoas de cor, agora ver-se-á com novas “cotas” para os demais descendentes estrangeiros.  
       Fica também reivindicado o "Dia Nacional do Orgulho Italiano, com festividades” , passando a ser crime a "italofobia", reivindicando o nominação dos descendentes de italianos como “ítalodescendentes” , ao invés do tratamento de "italiano", "italianinho", "italiana", "italianinha", “carcamano”, etc”.
Ives Gandra

Assim expressou-se Ives Gandra, renomado jurista, em uma manisfesto:

       Como modesto professor, advogado, cidadão comum e além disso branco, sinto-me discriminado e cada vez com menos espaço nesta sociedade, em terra de castas e privilégios, deste governo.”
        “Hoje, tenho eu a impressão de que no Brasil o "cidadão comum e branco" é agressivamente discriminado pelas autoridades governamentais constituídas e pela legislação infraconstitucional, a favor de outros cidadãos, desde que eles sejam índios, afro descendentes, sem terra, homossexuais ou se autodeclarem pertencentes a minorias submetidas a possíveis preconceitos.”
            “Assim é que, se um branco, um índio e um afro descendente tiverem a mesma nota em um vestibular, ou seja, um pouco acima da linha de corte para ingresso nas Universidades e as vagas forem limitadas, o branco será excluído, de imediato, a favor de um deles! Em igualdade de condições, o branco hoje é um cidadão inferior e deve ser discriminado, apesar da Lei Maior.”
“Desertores, terroristas, assaltantes de bancos e assassinos, que, no passado, participaram da guerrilha, garantem a seus descendentes polpudas indenizações, pagas pelos contribuintes brasileiros. Está, hoje, em torno de R$ 4 bilhões de reais o que é retirado dos pagadores de tributos para 'ressarcir' aqueles que resolveram pegar em armas contra o governo militar ou se disseram perseguidos. “
PRESIDENTA

         E agora ? !
       Com a palavra a Presidenta.
       De privilégios em privilégios, a Sociedade vai se tornando em regime de exceção.
       Bom domingo.
       J. R. M. Garcia.


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

=TAPA NA CARA DESTE BLOGUEIRO- -FATO REAL-

TAPA  NA  CARA 

        Quero contar-lhes o que aconteceu hoje comigo.     
Sou obrigado a caminhar.
       Antigamente obedecia o método Cooper. E o pratiquei com regularidade quase espartana durante alguns anos. Pouco importa se Cooper renunciou a parte seu método. Para mim isso pouco significava.
       Hoje é meu dever diário caminhar procurando agilizar a marcha.
       Dá-se que, devido a má circulação nas pernas pelo uso do cachimbo, denota-se que, após mil metros, dor terrível assoma-se à panturrilha de ambas pernas e, ao longo de todo percurso, esta mesma dor acumula nas coxas. E, daí em diante, é um tormento. Somente a vontade impera no final do trajeto.
       Vinha lá eu assim pela calçada, aguentando a dor interna já após os mil metros.
       Pessoas ágeis passavam por mim e lá iam fagueiras em seu destino.
       E, comigo mesmo, sempre lamentei minha fragilidade. Não chegava a praguejar. Não é de meu feitio. Antes resigno-me.
MANDELA 
      Aliás, em documentário que assisti de Mandela, ele também tinha estas mesmas dores e, de madrugada, já saia para caminhar. Um homem de fibra incomensurável. A postura que tinha em público era ereta e sabe-se lá o esforço que mantinha para tê-la. Longas, pesadas reuniões e ele o mesmo na sua postura, sempre com um sorriso nos lábios. Hoje tem mais de 90 anos e mora na mesma casa onde não viveu, já que teve 29 anos preso. Dizem Aliás, em documentário que assisti de Mandela, ele também tinha estas mesmas dores e, de madrugada, já saia para caminhar. Um homem de fibra incomensurável. A postura que tinha em público era ereta e sabe-se lá o esforço que mantinha para tê-la. Longas, pesadas reuniões e ele o mesmo na sua postura, sempre com um sorriso nos lábios. Hoje tem mais de 90 anos e mora na mesma casa onde não viveu, já que teve 29 anos preso. Dizem que vive de aposentadoria. Nunca foi “mensaleiro”, né ? -rs-
TRÂNSITO  INTENSO 
       Mas, voltando ao assunto. Seguia meu caminho já quando, quase ao final do trajeto, vejo um moço espadaúdo, forte, ombros largos e aparentemente bem. Estava esperando o trânsito intenso do local para atravessar uma rotatória. Sugeri-lhe que afastasse um pouco mais em uma rua oblíqua. Ele parece não ter gostado. Fiz menção de adentrar ao tráfego sinalizando que ele ia passar. Ao que ele adiantou-se e, quando o vi, já estava em meio aquele turbilhão de carros atravessando.
     Tinha, naquela idade, uma única perna. Uma muleta o auxiliava.
      Senti a força de “um tapa na cara” que Deus dava-me pelas minhas dores insignificantes.
       Tenham um ótimo sábado, cheio de alegria, porque este é o melhor dia da semana.  
       Fiquem com Deus.
       J. R. M. Garcia.
        



quinta-feira, 18 de outubro de 2012

= CARA DE PAU =

ELE 

       Pesquisei.
       Busquei informações.
      Não achei a publicação dele na capa da Forbes,  como um dos milionários no Brasil.
       Não vi a lista.
       Porém, circulou pela WEB esta foto.
       Que dizer ? !
       Não tenho a fonte e, não tendo-a, apenas posso fazer uma crônica. Ao contrário seria artigo.
    Claro que sei a boca miúda que “ele” está muito bem financeiramente. Não sei o “quantum”, mas sei que é verdade. A mala postal diplomática circulou por todo o mundo. E, como se sabe, ela é inviolável. Supõe-se que quem a use seja idôneo. E “ele” não é.  
       E o quê dizer “dele” ?
  Basta verificar seu incompreensível abandono dos “companheiros” de ontem.
     Será que “ele”, Presidente, ignorava toda esta imundice que lhe acontecia sob suas barbas ?
       Sou ingênuo. Mas ingenuidade tem limite.
     E um fato é incontestável, seja lá que tipo de compromisso tenha ele feito com os “companheiros”. O homenzinho, pelo mutismo que assumiu logo que os “mensaleiros” começaram a aparecer, é muito mais que Calabar. É de uma vileza inominável.
       Na verdade é um “cara de pau”.
       Amigos.
       Tenham uma boa sexta feira.
       J. R. M. Garcia. 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

=FALTA UM MENSALEIRO= (CARTA FILHA GENOÍNO)

MENSALEIROS

Está a circular via WEB, uma suposta carta de autoria da filha de José Genoíno, firmada com o nome de Miruna.
      Em resumo ela, com amor devotado da filha que é, critica a condenação lavrada pelo STF e enaltece especialmente a coragem de seu pai fazendo valer-lhe os valores pessoais que ele possui.
    Abaixo deste e-mail vem outro, “RESPOSTA PARA A CARTINHA ABERTA DA FILHA DE GENOÍNO”, oriunda de uma entidade que parece se intitula  “Comunidade+Gente+Decente”, ao que entendi. Esta, educadamente faz ver a autora da carta acima especificada sobre o eventual passado de Genoino, lembrando possíveis eventuais crimes hediondos que o mesmo teria praticado.
        Ambas correspondências muito bem lavradas de parte a parte.
        Obviamente li as duas.
      Não sei se são realmente autênticas. Posso, contudo, afirmar que foram minudentemente bem elaboradas.
        De um lado a filha, com real carinho, olhando o pai com a veneração que muitas nem de longe possuem. Na verdade é uma carta comovente. Digo mais: enternecedora.
      De outro, a resposta, muito educada, é um rosário da suposta vida de Genoino traçando seu perfil de criminoso.
        Fico por entender.

ELE

        E aqui, com meus botões, fico imaginando este caso do “mensalão”.
        Obviamente Lula sabia de tudo isso.
      Com toda certeza ele, beneficiário das eleições repetidas em que se fez Presidente, sabia destes fatos.
        E, como tal, deles beneficiou-se ao ser levado a Suprema Magistratura.
        Que dizer deste cidadão.
        Ele está no cerne de toda esta corrupção feita em seu nome.
      E, grande espertalhão, não é nem processado, não senta no banco dos réus, não se dá a mínima grandeza de dizer uma única palavra de solidariedade aos que em seu nome fizeram toda forma de bandalheira ?
        Que homenzinho é esse ?
       Ele, ladrão de todos ladrões, vê-se ileso, sem ao menos olhar para trás vendo a honra dos demais serem enxovalhada e nada diz. Não tem pena ? Não tem coração ? Não tem alma ?
       Caríssima Miruna. Não sei se esta carta é sua. Mas se for, você bem que poderia no seu texto tão franco, dizer o beneficiário das assinaturas que bem reconhece seu pai “emprestou” a esse desalmado Lula.
        Para História, caso maior de vilania, não cabe a outro senão a este Lula.
        Tenham uma ótima quinta feira.  
        J. R. M. Garcia
         

terça-feira, 16 de outubro de 2012

=CO-PILOTO MEIA TIGELA=

CESSNA  172

Recebo do amigo Fernando Mazzei, o qual tendo sabido recentemente que uma de minhas paixões da juventude foi brevetar-me, um caridoso e gentil e-mail, no qual assim expressa-se: “Zé não existe idade para aprender a voar. Vá no aeroclube de Ribeirão e se inscreva para fazer o curso de pilotagem. Vai ser a melhor coisa que vai acontecer para vc. Não tenha medo achando que vc não vai assimilar as lições de voo. Quando vc fizer seu primeiro voo solo vc vai entender.”
        Quanta bondade !
        Quanto carinho !
      E olha que já tive minhas peripécias neste voos sobre este Brasil de Deus.  Quase morro na Serra das Aráras, cabeceira do Pantanal em um corisco; em uma aterrissagem forçada a noite em Goiânia em um 727; uma chuva de pedra pousando em Carrasco, Montevidéu; um pneu estourado na pista no Leite Lopes jogou-nos fora da pista; noite trágica de chuva, em um monotor pequeno, sem conseguir achar a pista etc. etc. etc.
        Se este Blog continuar a existir, ainda narrarei estas incidentes aqui.
        Mas a verdade é que fui mesmo um apaixonado pela aviação. Fiz o curso teórico para as aulas práticas de voo. Melhores notas. Fui ótimo aluno de Física e professor de cursinho de geometria.  Mas, aí meu primeiro filho nasceu. Aumento de despesas, responsabilidades e também a advocacia cresceu exponencialmente. Faltava dinheiro e tempo. 

PAINEL DE COMANDO CESSNA 172

        Cheguei mesmo a ir ver um cesna para comprar mais adiante na vida.  Mas não passou disso.
     Enfim, posso dizer-me um co-piloto meia tigela para olhar mapas, observar instrumentos, nas pistas de terra notar eventuais obstáculos e, lá no alto, dirigir o avião para descansar o piloto.
        Mais não fui.
        E que me não venha o outro amigo de Mazzei, terrível piadista, insólito e genial, fazer troça imaginária sobre mim. Este homem é apelidado de “Pi”. Provavelmente o nome é oriundo das infinitas piadas incomparáveis que cria: “Pi-adas”. -rs-
        Mazzei. Quando eu morrer, não traga “choro nem velas”, mas coloque ao lado de meu rosto, para que o veja, uma miniatura de um cessna 172.
        Tenham uma ótima quarta feira amigos.
        J. R. M. Garcia.