sábado, 23 de março de 2013

= O MEU, O SEU DESTINO =

BOLA DE CRISTAL
Destino.
Que a vem a ser o que chamam destino? Acaso, caminho, direção, rumo, futuro, fados, objetivo, sorte, azar, fadário. A sinonímia é vasta. Imensa.

TROMBADA DE VEÍCULOS 
Alguém parte em um certo horário em um veículo com destino a um local e, de outro lado, outra pessoa também destina-se em rumo análogo em direção inversa, com outro veículo. Um minuto antes para um ou para o outro, estes veículos não se encontrariam. No entanto, estão destinados a encontrarem-se em uma trombada fatal em um determinado local. Tudo caminha para isso. Uma parada, a velocidade que se diminuiu na chuva, uma reta: aquele instante estava marcado para o desastre. Se todos os cálculos de previsão fossem colocados em um mega computador, o resultado da fórmula seria a ocorrência da trombada inevitável. A fatalidade já estava determinada antes. Sabendo ou não, a tragédia seria inarredável.

DESTINO


E nossa vida, em seu todo ?
Os fados não se dão mais ou menos assim ?
Você vai a uma festa, lá conhece uma moça por acaso. Dela enamora, casa e, ao final, eis aí grande parte das vidas dela e sua marcadas por um pedaço ou por todo seu futuro.
Alguém lhe faz uma proposta de negócio. Você, até sem desejar, vai verificar qual negócio é e, dali a alguns dias, eis feito os fados que passarão a fazer parte de sua vida em sorte ou azar por anos e anos.
Se tivesse dito não, nada ocorreria. Se falou sim, seu objetivo torna-se outro.
Muitos há que não podem ler esta crônica. O seu fadário já os conduziu a morte por um sim e por um não.

 ENCRUZILHADAS  DA  VIDA
Quantas e quais opções, temos de tomá-las minuto a minuto na vida.  Impossível ser ao contrário. Por mais que nos tranquemos em normas, princípios e fatores, sempre estamos a definir, escolher, eleger. É como guiar um veículo.
Depois, muito tempo passado, se temos autocrítica sincera, a gente volta a analisar estas circunstâncias e vemos falhas em nosso comportamento, erros grosseiros que cometemos, tolices, besteiras que poderíamos ter evitado. E, em outros casos, acertos geniais que caberíamos dizer sim, quando dissemos não. Remorsos. Alegrias também, às vezes.
Tudo parece ficar mais ou menos claro quando o presente revela e compreendemos nosso passado.
Este é o fadário inevitável da vida. Dele ninguém pode esquivar-se.
Vivemos assim sem jamais saber o amanhã.
Tenham um excelente domingo amigas(os).
Um abraço.
J. R. M. Garcia.

Endereço eletrônico: <martinsegarcia@uol.com.br>



terça-feira, 19 de março de 2013

=DINHEIRO - GERRA - MORTE=


CARTA DE UM  AMIGO JUDEU, ENVIADA DE BERLIM, PARA ESTE BLOGUEIRO: GENTILEZA DE
 Adriann Sztutman (Berlin)

      Caro Garcia,
     Acompanho -entre assustado e chocado- os desdobramentos que vão se avolumando no cenário mundial.
      Em primeiro plano chamo sua atenção para escalada das tensões nas “Coréias”. 

CAPITAIS DAS DUAS "CORÉIAS"

Viu a última declaração de Pyongyang, presidente norte coreano: "O objetivo da Coreia do Norte de dominar armas nucleares consiste somente na intenção de acabar com inabaláveis ameaças nucleares e chantagem provenientes dos EUA durante mais de meio século e efetuar um ataque implacável contra a sede da agressão, onde quer que esta esteja".
Chocante, não?! 
AVIÕES DE GUERRA NORTE-AMERICANOS PATRULHANDO CÉUS NA COREIA  SUL

Mas a situação está pior que se comenta no dia a dia, já que “BOMBARDEIROS B-52 PATRULHAM CÉU DA COREIA DO SUL” segundo a agência de informação russa “Rádio da Rússia”. (http://portuguese.ruvr.ru/2013_03_19/Bombardeiros-B-52-patrulham-ceu-da-Coreia-do-Sul/)
Enfim, a situação está terrivelmente instável naquela região que, em tempos não muito passados, foi palco de uma grande guerra que envolveu o EUA. Fui lá e vi o temos de todos. Se abandonados pelos EUA os coreanos do sul seriam convertidos em pó. 
            Mas não só lá. 

AVIÕES DE ISRAEL 

 “Aviação Síria bombardeia sul do Líbano”.
E não só na Síria mas, entre Irã e Israel as sucessivas medidas diplomáticas e as repetidas inspeções de agências internacionais não alcançaram a solução de um possível conflito entre estes países. A questão é tão séria que o vice-presidente norte-americano, Joe Biden, disse à maior organização lobista pró-Israel dos Estados Unidos, nesta segunda-feira, que o presidente Barack Obama "não está blefando" sobre a determinação dos EUA em impedir que o Irã obtenha uma arma nuclear. (http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,biden-obama-nao-esta-blefando-sobre-parar-programa-nuclear-do-ira,1004232,0.htm)
Já que parece que o Irã também não está blefando no desenvolvimento de seu programa nuclear há, nesta questão, um ponto sério de confronto que poderá afetar o mundo todo e, inclusive, toda a economia mundial lembrando a inserção geopolítica da região.
Mas, enfim, deixemos de lado estes três conflitos militares (Síria, Irã/Israel e Coréia do Norte/Coréia do Sul). Vamos supor que tudo isso sejam arengas sem sentido e que, enfim, não irá acontecer nada porquanto até aqui nada aconteceu.

 CORRIDA EM BANCOS EM CHIPRE

         Vamos pensar na economia.
         Corrida bancos em Chipre.
        Chipre, como está nas manchetes, estabeleceu um “imposto” (=confisco) sobre os depósitos bancários.
          Este pequeno país, como se sabe, faz parte do euro.
          Assim, o confisco de depósitos é medida sancionada pelo Banco Central Europeu.
          O que isso significa?
          Será que estamos (a Europa) em um ponto de “quebradeira” que não há mais como resgatar o sistema bancário sem confiscar o dinheiro dos depositantes?

EURO  DESGOVERNADO

Qual o efeito que isto trará à confiança no Euro? Será que não haverá uma fuga de grandes capitais que tem seus depósitos denominados em Euro?
Que país será o próximo a implantar tal confisco? A Grécia? A Espanha? A Itália?
Absurdo você poderá objetar.
Sim, mas até bem pouco tempo atrás falar em confisco de depósitos em um país que fizesse parte do euro seria falar absurdos.
Ora, Garcia, responda-me: quanto tempo a Europa poderá suportar viver e conviver com esta crise toda, aonde a juventude vê sua esperança massacrada, seus sonhos adiados, sua força e dinamismo condenados à inação?

EUROPA  PRECISA  DE  EMPREGOS

Você bem sabe que viajo muito devido meu emprego. Andei e vi a miséria nestes países, Garcia.
Até quando os países europeus e suas sociedades poderão suportar anos sucessivos de encolhimento de suas economias?
"O elevado nível de desemprego em Espanha, Itália e França é socialmente explosivo", disse Torsten Hinrichs, citado no jornal alemão ‘Neue Osnabrücker Zeitung. (http://economico.sapo.pt/noticias/desemprego-na-europa-e-socialmente-explosivo_165049.html)
A Espanha, segundo uma reportagem da BBC, tem um “desemprego que já atinge 26% da população ativa, contabilizando 5,97 milhões de pessoas. O índice foi divulgado em um momento em que a Espanha vive uma recessão prolongada e passa por profundos cortes no orçamento. Em 2012, cerca de 850 mil postos de trabalho foram fechados, o que o transforma no segundo pior ano da crise depois de 2009, segundo o jornal El País. Em 2009, o país perdeu 1,2 milhão de postos de trabalho. (http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/01/130124_espanha_desemprego_cc.shtml)

Na França a Taxa de desemprego é a maior dos últimos 14 anos. (http://cspconlutas.org.br/2013/03/deu-na-imprensa-taxa-de-desemprego-na-franca-e-a-maior-dos-ultimos-14-anos/).

Garcia, pensemos: há problemas geopolíticomilitares gravíssimos.Há problemas econômicos igualmente gravíssimos.

PONTO DE MUTAÇÃO

Você assistiu a este filme, Garcia ?
“Ponto de Mutação”, é um filme instigante, lembra-se ? Em um só dia, os três (Liv Ullmann, Saw Waterston e John Heard) invocam Descartes, Einstein, ecologia, política, física quântica, poesia e tecnologia para compreenderem os paradigmas do futuro.
Percebe que estamos em um ponto de mutação ou, se quiser uma analogia, no ponto que antecede a ebulição da chaleira submetida ao fogo?
A pseudo segurança que alcançamos não passa de um cenário ficto, cuja realidade não ultrapassa a fachada que enxergamos. O mundo nunca esteve, desde os momentos que antecederam a 2ª Guerra, tão instável.
Creio que agora, até pior, já que lá não tínhamos a ameaça nuclear.
Não vou fazer coro com alarmistas e dizer que é o fim dos tempos, mas, enfim, prenuncia-se, e isto você tem razão, uma grande mudança isto parece-me inexorável.
Talvez eu vá a São Paulo. Quero estar com você lá.
Desculpe-me o longo e-mail.
Abraço forte do amigo."


Este o texto do e-mail de meu amigo, piloto da Lufthansa há dez anos. 
Transcrevi a vocês sem autorização dele. Espero que não me enforque. Mas quis partilhar com você as preocupações dele. 
Tenham uma ótima terça feira.
Abraços a todos. 
J. R. M. Garcia. 

Endereço eletrônico: <martinsegarcia@uol.com.br>
  









domingo, 17 de março de 2013

=NASA: TEMPESTADE SOLAR MONSTRO=

SUPERFÍCIE DO SOL 

      São Paulo - A sonda do Observatório de Dinâmica Solar (SDO), da Nasa, encontrou manchas escuras gigantes que se formaram sobre o Sol nas últimas 48 horas. É provável que o fenômeno provoque novas tempestades solares. O auge desse ciclo acontece agora, em 2013.

Em 06 de outubro do ano findo, publiquei aqui um artigo, sob o título EXPLOSÕES SOLARES,  nestes termos:

“Quem alerta é a renomada Academia Nacional de Ciências Norte Americana, fundada  pelo Presidente Abraham Lincoln, em 3 de março de 1863.”

          Abaixo o texto da Academia, sob informação da não menos renomada Agência de notícias Reuters.

EXPLOSÕES DE TRANSFORMADORES

O Sol está entrando em um período de atividade intensa, conhecido como "máximo solar", que deve atingir seu auge em 2013. Estima-se que cerca de 365 transformadores de alta voltagem no território continental dos EUA poderiam sofrer falhas ou danos permanentes, que exigiriam a substituição do equipamento.”
De acordo com estimativas do relatório, mais de 130 milhões de pessoas nos EUA poderiam ser afetadas...” e continua   ”...no pior cenário a cifra de mortos poderia chegar a milhões.”

Algumas pessoas chamaram-me de catastrofista. Outras de mentiroso. E ainda outras desdenharam-me.
E agora aí está. 
Confirma-se a verdade. 
Tais manchas poderão interferir no sistema de transmissão de satélites, ondas de rádio, distribuição de energia elétrica e comando inter-estelares.
Queira Deus que a NASA esteja enganada e tudo continue como está, são meus votos. 
Uma boa semana Amigas(os),
J. R. M. Garcia. 

Endereço eletrônico: <martinsegarcia@uol.com.br> 




sexta-feira, 15 de março de 2013

=PAPA FRANCISCO PRIMEIRO=

PAPA  FRANCISCO  PRIMEIRO 

Desculpem-me o entusiasmo com que volto aqui a falar uma vez mais de Jorge Mario Bergoglio, o primeiro Papa jesuíta recém eleito, Francisco Iº.
De algum modo faço parte da comunidade jesuítica não como membro, mas por formação moral e ética pelos muitos anos que passei entre eles em convívio diário. Eu previra em crônica anterior: “Em essência será um jesuíta prático, objetivo, realizador, corajoso, evangelizador, simples, dinâmico e político.”
Francisco celebrou nesta quinta-feira sua primeira missa como novo Papa. Em sua primeira homilia, o novo pontífice alertou enfático para o risco de a “Igreja se converter em uma ONG piedosa”, caso não siga os preceitos de Cristo.

Vejam alguns textos com os quais norteou seu apostolado.


“Vivemos na região mais desigual do mundo, a que mais cresceu e a que menos reduziu a miséria. A distribuição injusta de bens persiste, criando uma situação de pecado social que grita aos céus e limita as possibilidades de vida mais plena para muitos de nossos irmãos”
Jorge Mario Bergoglio, então arcebispo de Buenos Aires, em 2007
x-x-x-x-x

“Não sejamos ingênuos: não se trata de uma simples luta política; é um ataque destrutivo ao plano de Deus”
Jorge Mario Bergoglio, então arcebispo de Buenos Aires, em 2010, antes da sanção da lei que aprovou o casamento homossexual no país

x-x-x-x-x-
“Em nossa região existem padres que não batizam os filhos de mães solteiras porque entendem que eles não foram concebidos na santidade do casamento. Esses são os hipócritas de hoje. Aqueles que separam o povo de Deus da salvação. E essa pobre mãe que teve a coragem de trazer o filho ao mundo é obrigada a ir de paróquia em paróquia até que a criança seja batizada”
Jorge Mario Bergoglio, então cardeal de Buenos Aires, em 2012

x-x-x-x-x

“Não vamos a lugar nenhum [com a ajuda do FMI], simplesmente nos endividaríamos ainda mais”
Jorge Mario Bergoglio, então arcebispo de Buenos Aires, em 2002, quando a Argentina tentava um acordo com o fundo

x-x-x-x-x

“Parece que meus irmãos cardeais foram quase até o fim do mundo [para escolher um papa]”
Papa Francisco, em seu primeiro discurso após ser anunciado como sucessor de Bento 16

x-x-x-x-x-

Jorge Mario Bergoglio, no livro “El Jesuita”, sobre a vida do novo papa, de Sergio Rubín e Francesca Abrogetti

-x-x-x-x
Jorge Mario Bergoglio, sobre a adoção de crianças por casais gays
x-x-x-x-x-

Jorge Mario Bergoglio, no livro “El Jesuita”, sobre a vida do novo papa, de Sergio Rubín e Francesca Abrogetti

x-x-x-x-x

Papa Francisco, sobre as acusações de ter sido omisso na repressão da ditadura argentina (1976 – 1983)

DANÇANDO  TANGO

Bergoglio, na juventude, dançava tango e teve uma namorada: Amália, que conta de uma carta de amor que recebeu dele e do que Bergoglio lhe disse: “Se eu não me casar com você, vou ser padre”.
Gosta de cozinhar, de andar de ônibus e era figura comum nas ruas de Buenos Aires, sempre trajando batina negra. Quem o conhece bem assim diz: “Um homem íntegro, direto, sem eufemismos." É assim que o rabino Abraham Skorka, reitor do Seminário Rabínico Latino-Americano, com sede em Buenos Aires, descreveu o cardeal argentino Jorge Bergoglio em entrevista à BBC. Ao mesmo tempo, o Vaticano tem enfrentado uma série de questionamentos tanto sobre casos de abuso sexual na Igreja quanto sobre a opacidade das suas finanças.
"Ele foi o escolhido para fazer frente a todas essas dificuldades", disse o rabino.
Seria redundância esta assertiva, pois é característica dos jesuítas a simplicidade, o informalismo, a tenacidade, os hábitos trigueiros. A Cúria nomina os jesuítas como “soldados de fronteira”, sempre evangelizando aqueles que longe estão da Sé. Não é homem da Cúria. Isso lhe trará dificuldades.

 PROTESTANDO  NA  CÚRIA
Nas primeiras horas do papado, demonstrou austeridade, do crucifixo de latão no peito à recusa do carro oficial do Vaticano, para levá-lo à basílica romana de Santa Maria Maior.
O Papa Francisco criticou a segurança vaticana por ter fechado a igreja aos fiéis. O Papa bom pagador voltou ao hotel onde se hospedava, para acertar as contas que deixou como cardeal.
Na sua primeira missa depois de eleito, não usou paramentos especiais, mas as mesmas roupas dos cardeais. Não se sentou no trono para a homilia, preferiu um recado direto e curto, características da sua personalidade. Disse que a Igreja Católica deveria se concentrar em Jesus, senão correria o risco de se transformar em uma ONG piedosa.
Na quarta-feira (13), nas primeiras horas depois de eleito, já demonstrou não desejar o isolamento natural dos papas. O arcebispo de Bordeaux, Jean-Pierre Ricard, revelou que, em vez de pegar o elevador sozinho, o Papa preferiu ir com os outros cardeais e recusou viajar na limusine do papa até a residência de Santa Marta, onde os cardeais estavam hospedados, para ir de ônibus com os outros cardeais.
Acostumado às favelas da área metropolitana de Buenos Aires, Francisco pode se transformar em um papa viajante, mas antes terá que enfrentar uma realidade interna, que requer tempo e coragem.
Brevemente, os dois volumes do dossiê do caso Vatileaks estarão na sua escrivaninha. Católicos do mundo inteiro esperam pelas decisões do novo pontífice. A própria Igreja espera.

CRISTINA DEMONSTRA SEU DESAGRADO NA ELEIÇÃO DO PAPA


Relação tensa de Cristina com o novo papa tem raízes antigas, no caso da denúncia da existência de prostíbulos em Río Gallegos, território político dos Kirchner, em 2009, ou a de que o juiz kirchnerista, Eugenio Zaffaroni, era dono de apartamentos usados como bordeis, em 2011. Bergoglio ainda, mostrou apoio a opositores de Cristina, como o prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, e o sindicalista Hugo Moyano.
 Obrigado e minhas desculpas por um texto tão longo.
 Tenham um ótimo fim de semana.
        J. R. M. Garcia

        Endereço eletrônico: martinsegarcia@uol.bom.br






quarta-feira, 13 de março de 2013

=HABEMOS PAPAM=

PAPA  FRANCISCO  Iº

Seu primeiro pronunciamento.
"Nos reunimos para escolher o novo papa. Me parece que meus irmãos cardeais foram busca-lo [o novo papa] quase no fim do mundo. Mas aqui estamos." Brincou o Papa.
É bem humorado.
Após a brincadeira, o papa "agradeceu muito a comunidade diocesana de Roma pela acolhida" e fez uma oração ao antecessor. "Antes de mais nada, gostaria de fazer uma oração pelo nosso bispo emérito Bento 16."
Jorge Mario Bergoglio. Um jesuiíta. Argentino. Latino-americano. Quase desconhecido, mesmo pelas  esferas da Curia Roma e outros bispos do mundo.

PRAÇA DE SÃO PEDRO

Foi uma surpresa.
E maior surpresa, além de sua eleição, é a adoção de seu nome como Papa: FRANCISO Iº.
Este hoje, então Papa, teve duscussão séria com a então Presidenta da Argentina  Cristina Kirchner. Ele, rompido com Nestor Kirchner, foi considerado seu inimigo. Com a viúva nunca teve bom relacionamento, vez que Bergoglio considerou a gestão de Cristina como populista e prejudicial a Argentina como um todo.
Dilma não é simpática ao Bergoglio, (e provavelmente ele não seja mesmo do PT, pois nem é demagogo e consta que é trabalhador) enviou uma mensagem exclusivamente diplomática.

COLÉGIO ONDE ESTE BLOGUEIRO ESTUDOU 

Fui criado em regime de internato em colégio jesuíta por quatro anos e, como tal, tudo me indica que seja um Papa essencialmente político, evangelizador, pertinaz, pragmático.
A evangelização do Brasil foi feita em seus primórdios pelas jesuítas, (a cidade de São Paulo foi fundada por um jesuíta) sendo perseguidos pelo por Marquês de Pombal e expulsos por estes pregarem a não escravização dos índios. Tendo em padre Anchieta, com seus belos sermões, o mais expressivo e corajoso expoente.
Em essência um jesuíta é um prático, objetivo, realizador, corajoso e evangelizador.
Um fato que causou estranheza foi o fato de Bergoglio haver chorado, pedindo a seus pares que não votassem nele.
Ele aconselhou a seus compatriotas que não viajassem até Roma, mas que dessem o dinheiro desta viagem aos  pobres.
Bento XVI era membro da cúria.  Bergoglio não é da cúria e sua primeira audiência será com o Superior Geral da ordem da Comapnhia de Jesus Peter Hans Kolvenbach.
Bem !
Vejamos.
Se o Papa Franciso conseguir escapar da Cúria, certamente fará algums mudanças na Igreja.
Tenham, amigas(os) uma ótima quinta-feira.
Abraços.
J. R. M. Garcia.

Endereço eletrônico: <martinsegarcia@uol.bom.br> 






segunda-feira, 11 de março de 2013

=PRESENTE - PASSADO - FUTURO=

SÍMBOLO DO  TEMPO

Ontem joguei tudo para o futuro, na expectativa que ele acontecesse. Agora sei que o ontem é hoje. Nada aconteceu. Vivi um equívoco.
Mas seria somente eu ?
Somente eu vivi este equívoco ou, também, cada um de nós ?
Mas e se tivesse vivido o ontem e, talvez, nem o agora existisse mais ?

JOGANDO  CALENDÁRIO   FORA

Posso jogar o calendário fora, mas todos jogariam os deles comigo ?
Se o calendário de todos estiverem marcando seus tempos, também eu tenho que marcar o meu.
Logo...a imposição não é minha, é do mundo.
Eu posso esquecer, mas acontece que não me esquecem.
Muitos há que dizem existir somente o presente. E, talvez, seja verdade.
Mas estes que assim dizem, certamente usam algum alucinógeno ou já seu corpo produz, em si mesmo, este tipo de droga.
Ou então são mentirosos, apenas poetas fingidores.

ENCRUZILHADA  DO  TEMPO

Esta é minha prisão: PRESENTE (onde vivo), PASSADO (onde vivi) e FUTURO (onde talvez venha a viver).
Uma ótima terça-feira.
Abraços.
J. R. M. Garcia

Email do Blogueiro: <martinsegarcia@uol.com.br> 


domingo, 10 de março de 2013

=ESTEJA ATENTO NO INSIGHT=


segunda-feira, 11 DE MARÇO DE 2013


INSIGHT

Jung era prático. A busca do "insight" advem da busca do entendimento da ideia de sincronicidade. Importantíssimo essa compreensão. Entendida a ideia, o  "insight" aconteceria.   
O termo é uma tentativa de encontrar formas de explicação racional para fenômenos, que a ciência da época não conseguia explicar.                   Fenômenos não causais (sem causa) os quais não podem ser explicados pela razão, porém muito significativos para o indivíduo que os experimenta.

C. J.  JUN

Esta palavra, sincronicidade, foi criada por Carl Gustav Jung, morto em 6 de junho de l961, após uma longa vida produtiva, que marcou - e tudo leva a crer que ainda marcará mais - a Antropologia, a Sociologia, a Psicologia, e, também, em outros campos como a Arte, a Literatura e a Mitologia, fundador da Psicologia Analítica. Teve em vida inteiro reconhecimento internacional. Viveu 86 anos. Ao falecer lamentou não conseguir entender a sincronicidade como o gerador do "insight".

GRATA  SURPRESA

Um exemplo grosseiro.
Você pensa em uma pessoa que não vê há muitos anos e ela telefona a você neste exato momento em que pensou, sem qualquer razão de ser e ela ajuda-o com uma consulta, uma idéia, ou algo mais.  
Isso já aconteceu a você?
A mim aconteceu várias vezes.

SINCRONICIDADE

Jung referia-se a sincronicidade como uma "coincidência significativa".
A sincronicidade difere da coincidência, pois não implica somente na aleatoriedade das circunstâncias, mas sim num padrão subjacente ou dinâmico, que é expresso através de eventos ou relações significativos. Foi este princípio, que Jung sentiu abrangido por seus conceitos de Arquétipo e Inconsciente coletivo, justamente o que uniu o médico psiquiatra Jung ao físico Wolfgang Pauli, dando início às pesquisas interdisciplinares em Física e Psicologia.
Acredita-se que a sincronicidade é reveladora e necessita de uma compreensão, e essa compreensão poderia surgir espontaneamente, sem nenhum raciocínio lógico. A esse tipo de compreensão instantânea, Jung dava o nome de o moto gerador de um "insight".
Uma experiência citada na íntegra por Jung.

PRESENÇA  PERSISTENTE  DE  PEIXE

“Na manhã do dia 1º de abril de 1949 eu transcrevera uma inscrição referente a uma figura que era metade homem, metade peixe. Ao almoço houve peixe. Alguém nos lembrou o costume do "Peixe em Abril" (primeiro de abril).
De tarde, uma antiga paciente minha, que eu já não via por vários meses, me mostrou algumas figuras impressionantes de peixe.
De noite, alguém me mostrou uma peça de bordado, representando um monstro marinho. Na manhã seguinte, bem cedo, eu vi uma outra antiga paciente, que veio me visitar pela primeira vez depois de dez anos.
Na noite anterior ela sonhara com um grande peixe. Alguns meses depois, ao empregar esta série em um trabalho maior, e tendo encerrado justamente a sua redação, eu me dirigi a um local à beira do lago, em frente à minha casa, onde já estivera diversas vezes, naquela mesma manhã.
Desta vez encontrei um peixe morto, de mais ou menos um pé (30 cm) de comprimento, sobre a amurada do lago. Como ninguém pôde estar lá, não tenho ideia de como o peixe foi parar ali." E o "insight" aconteceu. O assunto foi resolvido.”

ESCARAVELHO 

Outra experiência.
 "Uma jovem paciente sonhou, em um momento decisivo de seu tratamento, que lhe presenteavam com um escaravelho de ouro. Enquanto ela me contava sonho, eu estava sentado de costas à janela fechada. De repente, ouvi detrás de mim um ruído como se algo golpeasse suavemente a janela. Dei meia volto e vi que foi um inseto voador que chocava contra ela. Abri-a e o apanhei. Era a analogía mais próxima a um escaravelho de ouro que se pode encontrar em nossas latitudes, que, ao que parece, ao contrário de costumes habituais, se via na necessidade de entrar em uma sala escura precisamente naquele momento. . Obviamente houve o "insight" instantaneamente e o intricado problema foi resolvido.”
    Complicado demais ?
  He ! Também acho. E não consigo explicar melhor. Mas acredite que pragmático é o que Jung era e, o que ele busca, é a prática acausal da solução de problémas.
    Agradeço a todas contribuições.
     Boa segunda-feira Amigas(os).
     Abraços.
     J. R. M. Garcia.

Endereço eletrônico: <martinsegarcia@uol.com.br>