sábado, 26 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia) = CAIAM NA GANDAIA =

CAIAM  NA  GANDAIA



“ARQUIVEM” MORO OU NÃO. APOSENTEM-NO, JÁ QUE “ARQUIVA-LO” É MUITO ÓBVIO.
NÃO SE MOVA EM DILMA QUALQUER IMPEACHMENT.
VOTEM AS LEIS QUE ACHAREM DE SEU GOSTO. SEJA DA OPOSIÇÃO OU DA SITUAÇÃO.
FALSIFIQUEM AS ELEIÇÕES COMO QUISEREM.
NOMEIEM LULA COMO ENTENDEREM.
ABSOLVAM TODOS INICIADOS E CONEDADOS DO LAVA JATO.
FAÇAM AS BARBARBARIDADES QUE ENTENDEREM.
MAS NADA DISSO FARÁ COM QUE A INFLAÇÃO NÃO VOLTE, QUE A ECONOMIA NÃO PIORE, QUE O DEMPREGO AUMENTE E QUE O POVO SE DESESPERE.
VOCÊS ESTRAGARAM DESGRAÇADAMENTE E IRREMEDIAVELMENTE A REPÚBLICA.
J. R. M. Garcia. 




quinta-feira, 24 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS (Barges e Garcia) =QUADRILHEIROS =

CRÔNICAS E CONTOS (Barges e Garcia)  =QUADRILHEIROS =

QUADRILHEIROS

Nem sempre a ideia de quadrilheiros foi o que hoje é. Tempos houveram em que os quadrilheiros foram pessoas honradas, cumpridoras de seus deveres, leais. Inicialmente a instituição foi criada pelo Rei D. Fernando I, no século XIV, nono rei de Portugal.
Em cada cidadevila, lugar e respetivos termos existia um determinado número de quadrilheiros, que variava de acordo com o número de moradores da povoação. Geralmente andavam em quatro cidadãos para defenderem-se nas ruas escuras, as agressões e ciladas que lhe lhes podiam armar. Os quadrilheiros eram escolhidos entre os honrados moradores locais e nomeados pelos juízes e vereadores reunidos em câmara, tendo que servir durante um período de três anos. Protegiam o patrimônio público e privado, as pessoas, evitavam brigas, prendiam os desordeiros e protegiam os cidadãos ordeiros. Essa meta bem intencionada, foi transfigurada em um grande malefício.
"RONDA NOTURNA" INSPIRADA E PINTADA POR REMBRANT
Depravando o objetivo de zeladores da ordem, os quadrilheiros, com o tempo, começaram a extorquir a população, ameaçando-as de deixá-las expostas a assaltos e, não sendo assaltada eles, os quadrilheiros, as assaltariam. Envolveram-se no furto e na prostituição. Muitos tornaram-se gigolôs e donos de casas de prostituição.
No final a ordem dos quadrilheiros foi dissolvida e muitos condenados por extorsão, exploração, propinas e, enfim, todos artigos do atual Código Penal.
Em menos de um quarto de século D. Fernando viu sua boa fé destruída.
Por razões que não compreendemos, aqui na América Latina, quadrilhas firmaram raízes a um ponto tal de, para se efetuar qualquer trabalho público, é obrigado a pagar, do contrário processos não andam, sentenças não são proferidas e, quando são, contraria o Direito em seus princípios fundamentais. As companhias que participam das concorrências não têm a mais mínima chance de ganhar senão dentro de esquemas de quadrilhas enormes, bem estruturadas e com capacidade para “comprar” partidos, políticos, intermediários, funcionários de autos cargos, nomear funcionários de alto coturno, eleger deputados.
A verdade é que um cartel de mais ou menos 5 firmas apoderou  do Estado, em obras significativas, em milhões e milhões de dólares dividindo entre si os lucros polpudos aferidos.
Não se trata mais de pendência entre policiais e bandidos, mas sim brigas entre as próprias gangs.
 "Durante a 23ª fase da operação Lava Jato, batizada como Acarajé, a Polícia Federal apreendeu Planilhas na casa do executivo Benedicto Barbosa Silva Júnior, ex-presidente da empresa Odebrecht Infraestrutura, onde constam repasses de valores a, pelo menos, 316 políticos de 24 partidos.
Os documentos foram apreendidos no dia 22 de fevereiro, mas tornaram-se públicos apenas nesta terça-feira (22/03). Entretanto, ontem, quarta-feira (23), o juiz Sergio Moro da 13ª Vara Federal de Curitiba decidiu colocar o inquérito sob sigilo, por conter nomes de parlamentares com foro privilegiado."
Agora, os quadrilheiros entranharam-se no poder ameaçando as instituições, corrompendo-as a ponto de destruir o poder do Estado.
A última esperança é o Judiciário e alguns Magistrados e Promotores salvarem a Ordem da República, pois ao contrário fosso para onde vamos é de total escuridão, imenso e fundo somente como Deus sabe.
Uma semana feliz.
J. R. M. Garcia.




domingo, 20 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS: (Borges e Garcia) = LULA FUGINDO =

CRÔNICAS E CONTOS: (Borges e Garcia)

LULA FUGINDO 


Que ele esta fugindo de Moro, isso é pura verdade. Quer esconder-se às pressas em um cargo público.
De preferência debaixo da saia protetora de sua amiga.
Gravou ou não gravou Moro o diálogo entre ele e a Presidenta, por diferença de minutos, de uma ou de outra forma, os documentos provam. São dois os termos de posse. 
O que veremos é uma país sem ordem, sem ministro até que o plenário do congresso em conjunto decida. 
Se ele vai preso não sei. No caso seria o primeiro ex-presidente preso. 
Saber quais as próximas manobras dos marginais isso é muito difícil.
Quanto a deterioração da vida do povo isso é evidente e levará muito, muito tempo a recuperar-se.
Uma boa semana se possível. 
J. R. M. Garcia.   

quinta-feira, 17 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia = TIJOLADA DO CÉU =

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia) TIJOLADA DO CEU


TIJOLADA DO CÉU

         <mais e 700 publicações no Google>

E preciso escrever aqui algo mais doce, mais palatável do que esta política (esta confusão) que parece não acabar mais.
Do céu caiu um tijolo que bateu sobre a cabeça de um viandante. Naturalmente desmaiou.
Dentro de cinquenta minutos, mais ou menos,  acordou, excomungando quem lhe jogara o tijolo. Bradou contra Deus e todo mundo.
Quiseram saber de onde vinha o malsinado tijolo e ele não soube explicar.
Xingando Deus que deixara ou dera-lhe a tijolada continuou, agora tonto, a caminhar.
Mas levou o tijolo em seu embornal. Queria saber que pedrada  fora aquela.
Uma hora de caminhada e encontra uma víbora enorme, pronta a mata-lo. Destas que correm atrás das pessoas.
Não deve dúvida. Agarrou o tijolo e a fez correr, com os pedações do tijolo. 
Sentou-se e pôs-se a pensar:
--Disse, ao final,  ao bom Deus: “ Não me acerta Você aquela tijolada, agora estaria morto.”
Deus sorriu e ele também. Eram tanta sua intimidade com Ele, que as vezes ousava  xingá-Lo ou com Ele sorrir.
J.R. M. Garcia.
<martinsegarcia@uol.com.br>

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia) - VENEZUELA?) -

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia)

-POVÃO  TRISTE E HUMILHADO-

Ele tá nomeado.
De indiciado foi para o maior cargo da Nação.
E AGORA ?
Venezuela ?
J. R. M. Garcia.
<martinsegarcia@uol.com.br>





quarta-feira, 16 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS: (Borges e Garcia) = E AGORA ? =

CRÔNICAS E CONTOS: (Borges e Garcia)


E AGORA ?

!


CRÔNICAS E CONTAS (Borges e Garcia) = PICOLÉ PRO POVÃO =

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia)

PICOLÉ PRO POVÃO

O povão pede segurança, estabilidade institucional,  saúde pública, estradas, pagamento em atraso dos funcionários públicos,  SUS eficiente, remédios, transporte público decente, estabilidade das instituições, moralização do Congresso, Judiciário e Executivo, a diminuição dos 65.000 assassinatos no país,   "Impeachment em Dilma" e "Cadeia para Lula"etc. com mais ou menos três milhões e meio de cidadãos fazendo passeata no país. 
Foi isso que vimos ou não?
A resposta foi o inverso: Lula assume o governo e Dilma, "pau de bandeira", em uma triste e pobre comparação da Rainha da Inglaterra.
Enfim, deram um picolé para o povão tomar dormindo. 
Piada ou não ?
Eu acho que é, outros não. 
J. R. M. Garcia.
<martinsegarcia@uol.com.br>

terça-feira, 15 de março de 2016

TUDO DE BOM (Borges e Garcia) = TUDO DE BOM =

TUDO DE BOM

Sai Dilma e entra os dois presidentes. 
Um  bêbado e outro que nunca sorri.
Lula e Temer.
Os Magistrados, com suas capinhas indecentes, proferem às tardes no Tribunal suas sentençazinhas medíocres, os deputados de terninhos bem recortados dizem algumas coisas no Parlamento, o austero Jaques Wagner fala em sua voz empostada de ressaca algumas palavrinhas na Globo e a GANDAIA segue:


VIVA O BRASIL !
VIVAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!
SEXTA TEM FERIADO?
TEEEEEM......

J.R.M.Garcia
<martinsegarcia@uol.com.br>
Obs: Se o amigo quiser receber todas crônicas aqui publicada, coloque abaixo seu endereço eletrônico. Jamais mandariamos qualquer "spam".
________________________________
________________________________

segunda-feira, 14 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia) - E AGORA ? -

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia) 


E  AGORA ?


J. R. M. Garcia
<martinsegarcia@uol.com.br>

sábado, 12 de março de 2016

CRÔNICA E CONTOS (Borges e Garcia) = ALEGRIA...ALEGRIA =

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia)

ALEGRIA...ALEGRIA


A juventude tem um poder extraordinário.
Quem sabe essas mazelas do SUS, da insegurança, da roubalheira em todos os níveis, dos assaltos, dos 56.000  assassinatos no país, do desemprego assolando cada dia mais a classes mais pobres desapareçam como que por um milagre, das prisões convertidas em infernos etc. etc.
Hoje é sábado.
Para mim é a rotina de sempre. Para outros a alegria, a esperança – mesmo que ela não aconteça –  é ainda assim uma “esperança”.
Mas hoje é sábado. Alegremo-nos. Os que tem trabalho formal fazem-no. Os que não tem ficam sem trabalhar mesmo. E daí?
A vida é tão preciosa, tão cheia de emoções que para perde-la basta o escorregão em uma escada e lá se vai para o nada. Mas mesmo assim o poetas cantam-na. Mesmo que seja uma poesia de merda fazem-na.
Hoje é sábado.
Alegria...Alegria...
J. R. M. Garcia.
<martinsegarcia@uol.com.br>

sexta-feira, 11 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS: (Borges e Garcia) = ESCRAVIDÃO -


CRÔNICAS  E  CONTOS:  
(Borges e Garcia)


ESCRAVA  AÇOITADA
Embora as “galés” tenham sido abolidas no Brasil, provisoriamente, pelo Decreto nº 774, de 20 de setembro de 1890, expedido durante o Governo Provisório da República, liderado pelo Marechal Deodoro da Fonseca, na verdade elas foram extintas na Colômbia 80 anos antes.
O último país a abolir a escravatura foi a nossa.
Triste?
Nem tanto.
Elas continuam até hoje com igual vigor.
Pode ser que ninguém dos que me leem foram ao SUS, ver a tragédia de dor, angustia, sofrimento com doentes esparramados pelo corredor. O mau cheiro é quase insuportável. Pode ser que ninguém viu as madrugadas dos infelizes destas pessoas que trabalham, pegando três conduções sendo bolinadas, enconchadas e algumas delas estupradas dentro de ônibus sob a ameaça do silêncio por de faca no estômago. Pode ser que ninguém foi a uma cadeia pública do Maranhão, estado miserabizado pela família Sarney. Pode ser que não viu em aeroportos meninas de quatorze anos sendo forçada a sair com homens barbados, com lágrimas nos olhos sob a vigilância de reptiníanos gigolôs. Pode ser que pensem que esta não é a maioria do país que sofre esta miséria. Outros loucos de pedra, tentando pagar juros de 526% a estes ladrões, cujos lucros arrebenta seus cofres.
Pode ser. Pode ser.
Mas o mau existe. Existe e nos cobrará alto preço por esta miséria.
Vejam a TV. É bom. Lá não há o choro dos miseráveis, dos pobres, dos gritos de dor.
Mas Éisso mesmo amigos, somos nós. Somos partes desta corja individualista e desavergonhada, onde para livrar-se de cadeia nosso líder nacional quer um ministério (ainda que seja da Pesca, Lula) para livrar da cadeia furto, porque é um ladrão.
J. R. M. Garcia.

<martinsegarcia@uol.com.br>

terça-feira, 8 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia) = "CONDUÇÃO COERCITIVA" =

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia)

"CONDUÇÃO COERCITIVA"


Eram quatro horas da manhã.
Ela levantou, tomou um banho rápido, andou uns quatro quarteirões a pé e mergulhou em uma fila onde, espremida dentro de um vagão semelhantes aqueles que conduziam os judeus, ela desceu -o dia já amanhecendo- correu pela plataforma como animais para um ônibus e nele adentrou, sacolejando de pé, dependurada. A uma distância de aproximadamente quinhentos metros, sob uma chuva agora torrencial, entrou em um prédio.
Havia sido bolinada espremida, encouchada e até beijo na nuca, durante a longa travessia de quatro horas entre o trem, o metrô e a corrida para a casa para ir trabalhar.
E na volta seria a mesma coisa.  
Isso me fez lembrar Felipe da Macedônia, ao visitar pela primeira vez, com Alexandre,  seu filho, as minas de onde extraia material ferroso. Vendo aquele horror, onde as pessoas somete trabalhavam, comiam, dormiam e o resto era puro sofrimento.
Alexandre perguntou:
--Pai ! Que crime eles cometeram para viver este inferno?
--Seu crime Alexandre, foi de terem nascido.
Silêncio.
Nenhuma resposta.
Desta imagem Alexandre jamais esqueceu e teve pesadelos com ela ao longo de sua curta vida.
Humilhante ao escravocrata e desgraçante ao escravo.
O escravo sem esperança, sem fé, sabendo resignado que morrerá ali naquelas condições. Humilhante para quem os escraviza, sabendo que de seu suor e seu sangue extrai, entre suspiros de dor, seus proventos.  
Isso ocorre todos os dias aos milhões de pessoas que trabalham nas grandes capitais, vendo os grandes templos do futebol e das olímpias serem erguidos.
E agora vem Lula, este marginal, jactar-se de que cobra os preços mais altos por conferências pagas pelos que com ele negociam vantagens, dando uma de gostosão, dizendo que foi levado em “condução coercitiva”.
Este homem é um ser abjeto, uma marginal juntamente com sua malta de bandidos.
J. R. M. Garcia.

<martinsegarcia@uol.com.br>

quarta-feira, 2 de março de 2016

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia) =100.000 VISUALIZAÇÕES=

CRÔNICAS E CONTOS (Borges e Garcia)

100.000 VISUALIZAÇÕES

CAMINHO DE ROSAS E ESPINHOS

COM ESTA CRÔNICA CHEGAREI AO NÚMERO DE 100.000 POSTAGENS LIDAS.
TUDO MUDOU E NADA MUDOU.
COM ELAS EXPRIMO TRISTEZAS, ALEGRIAS, JÚBILO E FÉ. NA MAIORIA MOMENTOS DE SOLIDÃO, DE ALEGRIA, DE TANTA COISA QUE NÃO SERIA AQUI, POSSÍVEL EXPRESSAR.
HÁ MAIS DE TRÊS ANOS FAÇO AQUI MEU GESTO DE CIDADANIA. NUNCA PENSEI QUE CHEGASSE A TER 704 POSTAGENS EFETUADAS NO GOOGLE. SEM PROPAGANDA, SEM DIFUSÃO DE MEU TRABALHO. ESSAS CRÔNICAS FORAM VISTAS POR MAIS DE 100.00 LEITORES COMPUTADOS NO GOOGLE. HÁ ERROS NELAS. SIM. MUITAS VEZES POR FALTA DE ATENÇÃO, OUTRAS POR DESCONHECIMENTO, OUTRAS PELA EXIGUIDADE DO TEMPO.
POR ISSO ME DESCULPO.
AGRADEÇO À DEUS TER-ME PERMITIDO ALCANÇAR ESTA CIFRA PARA EU MUITO GRANDE, PARA OUTROS NÃO É NADA.
MAS PENSO QUE O MAIS RELEVANTE AQUI É QUE, COM À BERTURA DE MEU CORAÇÃO COM FRANQUESA, REALISMO E SINCERIDADE, TENHO TODA A HISTÓRIA DE MINHA VIDA, MEU MODO DE PENSAR COM ABSOLUTA FRANQUESA PARA AQUELES QUE INTERESSAREM-SE EM UM VELHO DE MAIS DE 75 ANOS, VIVENDO EM UM PAÍS DE TERCEIRO MUNDO.
O QUE LAMENTO, É QUE DIAS TÃO RUINS COMO ESTES TRANSCORRAM  NO BRASIL.
MAS ISSO PASSARÁ E MELHORES ÉPOCAS VIRÃO.
MUITO OBRIGADO A TODOS LEITORES E AMIGOS. UM ABRAÇO E UM BEIJO EM CADA UM.  
J. R. M. GARCIA   Brasília -03/03/2016-
<martinsegarcia@uol.com.br>